Chibatão é o segundo maior porto do Brasil, diz Abac

Quem afirma é Luís Fernando Resano, diretor executivo da Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem – Rio de Janeiro, durante palestra no Fórum de Logística da Indústria realizado em Manaus/AM. Foto: Fabíola Abess/Assessoria de Imprensa SIMMMEM. Veja o vídeo

A 5ª edição do V Fórum de Logística da Indústria, com o tema “Cabotagem – Oportunidades para os empresários de Manaus” tem como público-alvo empresários, executivos da indústria e do comércio. O evento contou com a participação do presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Manaus (SIMMMEM), Nelson Azevedo, também vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) e coordenador Geral das Coordenadorias Operacionais, responsável pela abertura do Fórum.

Luís Fernando Resano, diretor executivo da Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem – Rio de Janeiro, é o palestrante convidado para falar sobre as oportunidades para a cabotagem em Manaus, operações na indústria e comércio.

Jhony Fidelis, diretor executivo geral do Porto Chibatão apresentou a operação em Manaus do segundo maior porto do Brasil. Com destaque para as características da embarcação que opera na rampa flutuante do porto, que é do tipo balsa, com 96m de comprimento; 26,50m de boca; 2,60m de calado e, capacidade (TPB) de 2.500t. A estimativa de movimentação anual é de 685.000 t/a (cargas provenientes do transporte rodo-fluvial).

Augusto César Barreto Rocha, diretor adjunto da Fieam e professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), abriu e mediou o debate sobre como melhor o desempenho da cabotagem em Manaus, com destaque da plateia para a Praticagem nos rios da região Norte.

Assista ao vídeo:

Deixe um comentário