Índices da China fecham em alta após suporte do Banco Central dos EUA

Os índices acionários da China acompanharam os mercados da Ásia e fecharam em alta nesta terça-feira (24), após o Federal Reserve (FED, o Banco Central norte-americano) ter apresentado uma série de medidas de suporte, embora os ganhos tenham sido limitados pela forte alta nos novos casos de coronavírus na China.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 2,69%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 2,34%.

O subíndice do setor financeiro do CSI300 ganhou 2,7%, o de consumo subiu 3,5%, o imobiliário avançou 2,7% e o de saúde teve alta de 3,3%.

O banco central norte-americano disse na segunda-feira que pela primeira vez vai apoiar compras de títulos corporativos, respaldar empréstimos diretos a empresas e ampliar suas compras de ativos por quanto tempo for necessário para estabilizar os mercados financeiros.

Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 7,13%, a 18.092 pontos.

Em Hong Kong, o índice HANG SENG subiu 4,46%, a 22.663 pontos.

Em Xangai, o índice SSEC ganhou 2,34%, a 2.722 pontos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 2,69%, a 3.625 pontos.

Em Seul, o índice KOSPI teve valorização de 8,60%, a 1.609 pontos.

Em Taiwan, o índice TAIEX registrou alta de 4,45%, a 92.285 pontos.

Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 5,76%, a 2.362 pontos.

Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 4,17%, a 4.735 pontos.

*Informações Agência Brasil de Notícias
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta