Suframa planeja ações para o desenvolvimento da Amazônia

Após a conclusão da missão de prospecção de negócios, tecnologias e inovações no Estado de São Paulo, ocorrida entre os dias 8 e 10 de novembro, a Suframa concentra-se agora totalmente no extenso calendário de atividades a serem desempenhadas nos próximos meses, as quais terão o objetivo de dar continuidade à implementação de políticas públicas destinadas a reforçar e diversificar as indústrias do Polo Industrial de Manaus (PIM), promover a bioeconomia, contribuir com os setores do Comércio, Serviços e Turismo, atrair novos investimentos, divulgar o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e induzir o desenvolvimento sustentável em toda sua área de abrangência (Amazônia Ocidental e municípios de Macapá e Santana, no Amapá).

A próxima atividade de grande relevância na agenda é o Seminário de Mineração Sustentável na Amazônia, previsto para ocorrer entre os dias 23 e 25 de novembro. Com envolvimento direto da Suframa na organização, o evento discutirá, principalmente, o imenso potencial da Amazônia no que diz respeito à utilização sustentável dos abundantes recursos minerais e naturais da região e vai ao encontro da visão de futuro da Autarquia de fomentar novas matrizes econômicas complementares ao modelo ZFM.

Na sequência, a Autarquia estará focada na realização, no dia 3 de dezembro, da 301ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Suframa (CAS), que será realizada em Boa Vista (RR). Último encontro do CAS em 2021, a reunião deverá contar com anúncios representativos para a região e, acima de tudo, confirmar o ano recorde na aprovação de investimentos para a Zona Franca de Manaus – nas cinco reuniões realizadas previamente neste ano, o CAS já aprovou 156 projetos industriais e de serviços que estimam aproximadamente US$ 3 bilhões em investimentos totais e a geração de mais de 7.600 empregos nos próximos três anos na região.

Em dezembro, ainda sem data confirmada, a Autarquia também pretende contribuir para a realização de mais um seminário, desta vez para discutir um tema extremamente importante para a região: logística. Essa é a atividade principal que fechará um produtivo ano de trabalho para a Suframa e que dará sequência ao momento positivo de entregas e acontecimentos para a região que terá seu auge no mês de fevereiro, quando serão comemorados os 55 anos da Autarquia e do modelo Zona Franca de Manaus.

Próximo ano

O ano de 2022 começa já com o relevante fato da entrada em vigor da Resolução CAS número 02/2021, que pode trazer uma nova fronteira de desenvolvimento para toda a Amazônia Ocidental ao permitir benefícios fiscais para a industrialização de produtos que utilizem matéria prima regional de origem agrícola ou vegetal. Outra atividade prevista na agenda inicial de 2022 é uma nova missão de prospecção de negócios e inovações, desta vez para os Estados do Paraná e Santa Catarina, com a finalidade de reforçar a divulgação do modelo ZFM, atrair investimentos e ampliar a integração produtiva e comercial com a região Sul do País.

Já a 302ª Reunião Ordinária do CAS, em Manaus, prevista para o dia 24 de fevereiro, marcará não apenas a comemoração oficial dos 55 anos da ZFM, mas também contará com uma série de anúncios e investimentos representativos para a região, tais como a possível entrega das obras de revitalização do Distrito Industrial de Manaus; o lançamento do projeto “Zona Franca de Portas Abertas”, que consistirá na abertura de fábricas do PIM para visitação e outras ações turísticas; e o potencial lançamento de projetos estratégicos que estão sendo conduzidos pela Suframa em parceria com Estados e atores federais, municipais e da iniciativa privada, em especial os projetos de implantação das Zonas de Desenvolvimento Sustentável Abunã-Madeira (Amazonas, Acre e Rondônia) e de Roraima.

Até o final do mês de fevereiro do próximo ano, a Suframa também deverá ter retorno mais consolidado sobre importantes ações que estão em andamento, entre as quais a licitação de 267 lotes no Distrito Agropecuário da Suframa (DAS) e de 14 lotes no Distrito Industrial (o edital encontra-se em fase de finalização); a definição sobre a personalidade jurídica e o novo modelo de negócios do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), cujos estudos estão em fase avançada no Ministério da Economia; os esforços visando à regularização fundiária no DAS e na Área de Expansão do Distrito Industrial (AEDI); a implantação das Resoluções CAS número 205/2021 e 64/2021, que promovem não apenas a melhoria do ambiente de negócios, mas também simplificam e desburocatizam processos e aperfeiçoam controles internos; e as ações de integração com diversos órgãos, como, por exemplo, com a Prefeitura de Manaus e o Governo do Amazonas, que potencialmente terão resultados práticos como a revitalização do calçadão do Distrito Industrial (DI), a implantação de um parque de robótica, a criação do museu da ZFM, a implantação de ciclovias no DI, a criação de um parque de estacionamento de carretas e o asfaltamento no Distrito Industrial II, bem como a melhoria na segurança do DI mediante a cessão de instalações da SUFRAMA para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e para o Instituto de Identificação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), além do suporte para a implantação de uma Unidade da Polícia Militar no bairro, entre outras ações.

Fonte: CGCOM/Suframa

Deixe um comentário